< Voltar

O comportamento animal vai muito além do adestramento

Antigamente era comum o dono, ou tutor, levar seu cão para adestramento, pois o desejo era que o cão respondesse aos comandos de “junto”, “senta”, “fica”, “deita”, “rola”, entre outros. Na verdade, o adestramento ainda é a escolha de muitos tutores.

Mas, assim como nos humanos, os profissionais da área da saúde animal começaram a estudar o comportamento dos pets e a desenvolver terapias que ajudam a melhorar a convivência deles com outras pessoas, não só com seu dono/tutor, mas com pessoas diferentes. Claro que não estamos falando de cães de guarda, mas sim, de animais de estimação que podem ter desenvolvido problemas psicológicos ou comportamentais por causas variadas.

Terapias comportamentais que auxiliam o convívio do animal com as pessoas

Lembrando que mesmo que o seu cão seja adestrado, ele não vai ficar o tempo todo sentado esperando que você faça o que precisa, é da natureza dele correr, pular e tentar ver o que você está fazendo.

Outro detalhe, são cães adotados. Se eles sofreram maus tratados, é muito provável que tenham um comportamento exagerado de medo ou agressividade , sendo mais um sinal de que você precisa procurar um profissional especializado em psicologia canina para auxiliar a interação tutor-animalzinho.

Hoje em dia existem vários locais que aceitam a presença de animais (petfriendly), portanto, faz todo sentido também pensar em uma terapia que possa ajudar a corrigir medos, fobias, agressividade, ciúme, latido exagerado ou outro sinal de comportamento do pet, para que ele conviva sem grandes problemas entre as pessoas que não são do seu convívio.

Os estudos sugerem que o animal deve ter por volta de 5 meses para iniciar o tratamento comportamental, que haja comprometimento por parte do tutor e que ele não espere um animal 100% obediente, pois o objetivo não é obediência, e sim, qualidade e bem-estar na relação animal-pessoas.

Lembrando que além das terapias, você precisa dar atenção ao seu animal, levá-lo para passear, praticar exercícios numa forma de auxiliar a melhora do comportamento dele.

E ai, gostou da dica?  A Animalia Farma está sempre preocupada e em sintonia com a causa animal.

 

Fontes:
Canal do Pet

G1

 

 

 

Compartilhar

Veja Também