< Voltar

Doenças mais comuns nos animais no inverno

A gente já falou aqui sobre os cuidados que se deve ter com os animais em climas de temperaturas mais frias, pois mesmo com esses cuidados, nossos animaizinhos podem ficar doentes ou pegar doenças comuns do inverno.

Todos animais estão sujeitos a contrair as típicas doenças do inverno, mas os cães e gatos são os que mais sofrem com doenças.

Doenças típicas do inverno

Assim como os humanos, a temperatura acaba interferindo na saúde dos animais e eles podem contrair gripe, resfriados, tosse, já os animais idosos sempre precisam de mais atenção, pois podem apresentar outros problemas como artrose, calcificações na coluna ou hérnia de disco.

A necessidade de cuidar das doenças típicas do inverno é que se não forem tratadas a tempo, podem evoluir para algo mais grave.

Cães – são acometidos principalmente pela gripe canina, causada pelo vírus H3N8, bem parecida com a gripe humana. Você percebe pelos espirros, falta de apetite, tosse seca, que pode evoluir e produzir catarro.  Outra doença bem comum é a Traqueobronquite, ou Tosse dos Canis, que é transmitida via bactéria Bortodella, através de contato com um animal doente, durante o passeio matinal ou até exposição próxima a ele.

Gatos – a doença mais comum que atinge os gatos é a rinotraqueite, principalmente os filhotes, e quando o gato contrai, 80% deles continuam portadores da doença. Essa doença também é transmitida pelo contato com outros animais, por isso, é importante lavar as vasilhas de comida, água, cobertores e o que mais for de uso do seu animal. Para saber se pode ser rinotraqueíte, preste atenção se seu gatinho tem secreção nasal ou ocular, dificuldade de respirar, febre e desidratação.

Aves – A coriza infecciosa é uma doença que afeta aves de qualquer idade e linhagem em nosso país. Preste atenção nos sinais básicos: corrimento nasal, catarro, conjuntivite, lesão ao redor dos olhos; podendo ocorrer o fechamento das pálpebras e até a destruição do globo ocular. Podem também ficam mais encolhidas, parecendo menores e trazem asas caídas.

Roedores – essa espécie também sofre muito com o inverno, podendo ficar gripados e até contrair outras doenças e desenvolver pneumonia. É preciso manter a gaiola deles sempre aquecida, com toalha de papel ou papel higiênico (são mais quentes que jornal) e até luz própria para aquecer, sempre com água no ambiente para evitar ressecamento do ar. O principal sintoma que podem estar doentes é que ficam mais retraídos.

Outra doença que acometem os animais no inverno é a artrose, ela pode ocorrer em cães e gatos, principalmente nos animais mais idosos. Caso perceba que seu animal está mais quieto, quase sem andar, sem brincar e fazer atividades corriqueiras como correr, brincar, saltar ou subir escadas, pode ser um sinal que esteja com problemas nas articulações. Infelizmente essa é uma doença da idade e não tem cura, somente soluções paliativas de tratamento do controle da dor e da qualidade de vida.

Como dica final, lembre-se sempre de manter as vacinas dos seus animais em dia, hidrata-lo muito durante o inverno, manter a água sempre fresca, e ao menor sinal de que a saúde dele não vai bem, procure o veterinário de confiança.

Compartilhar

Veja Também